A pesquisa de opinião e a liberação dos militares

PESQUISA DE OPINIÃO COMO GERADORA DE REGIME DE VERDADE

A pesquisa de opinião é um tipo de sistema perito que tem o poder de produzir “verdades”, institucionalizar realidades.

A última pesquisa Datafolha, por exemplo, perguntou se, do ponto de vista do respondente, os militares devem comentar assuntos gerais. Conforme o instituto, 61% disseram que sim.

Não sou conspiratório. Não acho que o jornal dono do instituto fez isso para liberar a língua dos militares. Apenas queria gerar conteúdo para o seu periódico.

Só que a sondagem acaba por legitimar ações como a do Villas Boas, chefe do exército, que pressionou o STF durante a avaliação de um habeas corpus impetrado pela defesa de Lula.

O modo “neutro” como é feita a indagação é fundamental para o estabelecimento do resultado. A ideia de proibição de fala não é bem aceita pela maioria das pessoas. Sem a introdução da ideia de hierarquia e de consagração do respeito ao regime civil na questão, que limita o uso de fala dos militares, os cidadãos irão se mostrar favoráveis.

Deixe um Comentário