Agenda fiscal e econômica sustenta Bolsonaro

Hoje, a agenda Paulo Guedes sustenta a sensação de normalidade do governo Bolsonaro.

Com ministros acusados de uso de laranjas nas campanhas de 2018 e trapalhadas de idas e recuos em políticas nas áreas de educação e costumes, é a expectativa de aprovação da reforma da previdência e o pires nas mãos dos governadores dos estados que têm feito o bonde governamental andar.

O problema é que uma hora a agenda econômica terá de passar pelo congresso e não há sinais evidentes de que existe hoje uma coalizão bolsonarista organizada no legislativo.

Deixe uma resposta