Agora Cármen Lúcia decide investigar conduta política de juízes

Após Moro vazar ilegalmente um grampo de uma presidente da república (Sergio Moro), juízes participarem de passeatas verde e amarelas (foram muitos), ministros do supremos falarem como comentaristas políticos e críticos de novela (Gilmar Mendes, Alexandre Moraes e a própria magistrada), desembargadores anteciparem sentenças de processos que admitiram que não leram (O Sr. Marcelo Bretas, juiz de primeira instância, contra Sergio Cabral e desembargador do TRF4), Cármen Lúcia decide abrir, através do CNJ, processo disciplinar contra quatro juízes. Ok, também acho conduta inapropriada, mas e o que foi feito antes? Que pesos e medidas são essas?

Pelo fato dos quatro juízes terem participado de passeata contra o que encararam como “golpe”, o STF passa mais um recibo de que é anti-esquerda. Lula deve está morrendo de rir.

Deixe um Comentário