Após descoberta dos R$ 51 milhões, Geddel é preso em Salvador

Após descoberta dos R$ 51 milhões, Geddel é preso em Salvador

Do buzzfeed – O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi preso pela Polícia Federal na manhã desta sexta (8), em Salvador.

A prisão ocorre quatro dias após policiais encontrarem R$ 51 milhões em um apartamento de um amigo do peemedebista na capital baiana.

O dono do imóvel confirmou à PF tê-lo emprestado a Geddel para guardar “pertences do pai” do ex-ministro.

O mandado de prisão é da 10a Vara Federal de Brasília e até agora não foi tornado público. O pedido para prender Geddel partiu do Ministério Público Federal.

Geddel havia sido preso em julho sob suspeita de obstrução da Justiça, mas conseguiu converter a medida cautelar em prisão domiciliar.

Um dos aliados mais próximos do presidente Michel Temer, o baiano é egresso, assim como o presidente, do chamado PMDB da Câmara.

Quando Temer substituiu Dilma Rousseff, Geddel foi nomeado ministro da Secretaria-Geral da Presidência, uma das pastas de interlocução do Palácio do Planalto com o Congresso e passou a integrar, ao lado de Eliseu Padilha (Casa Civil) Moreira Franco (Parcerias de Investimento), o núcleo-duro do governo do PMD.

caiu do ministério no final do ano passado, depois que o à época ministro da Justiça Marcelo Calero denunciou pressão de Geddel para liberar um empreendimento imobiliário em Salvador. Calero demitiu-se.

Geddel enfrenta acusações de corrupção pelo período que integrou os governos de Lula e Dilma.

Ele é suspeito de cobrar propina em um esquema de liberação de empréstimos com recursos do FI-FGTS no período em que foi vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa.

Geddel também foi citado como destinatário de dinheiro do caixa dois da Odebrecht.

No seu aniversário de 50 anos, quando ocupava o ministério da Integração, ele recebeu um relógio Patek Philippe de executivos da Odebrecht. O relógio suíço foi comprado por R$ 50 mil à época.

Deixe uma resposta