Associação de procuradores vê risco de ‘retrocesso indelével’ com fim do grupo de trabalho da PF da Lava-Jato

Associação de procuradores vê risco de ‘retrocesso indelével’ com fim do grupo de trabalho da PF da Lava-Jato

O Globo

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) afirmou ter recebido com “preocupação” a notícia do fim do grupo de trabalho da Lava-Jato na Polícia Federal em Curitiba. Para a associação, esse encerramento “pode representar um retrocesso indelével para a operação”.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, a ANPR destacou que, mesmo também sofrendo com restrições orçamentárias, o Ministério Público Federal aumentou as equipes dedicadas à Lava-Jato, e cobrou que a Polícia Federal, “como até hoje têm feito”, mantenha “o mesmo esforço, e a mesma prioridade”.

Os policiais federais que faziam parte do grupo de trabalho, e eram dedicados exclusivamente à operação, passarão a integrar a Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas (Delecor).

 

Deixe uma resposta