Cidade Luz: por que tese para afastar Raniere da Câmara não serviu para Carlos Eduardo Alves?

Cidade Luz: por que tese para afastar Raniere da Câmara não serviu para Carlos Eduardo Alves?

Hoje, o portal Agora RN traz duas matérias arrasadoras que ajudam a responder a questão do título.

01. Os dois ex-secretários presos na operação Cidade Luz, que investiga formação de cartel e rede de corrupção dentro da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, foram de indicação direta de Carlos Eduardo Alves (leia aqui).

02. A comissão de licitação da SEMSUR era realizada pela SEMOV desde 2016. A SEMOV é a secretaria de Fred Queiroz, exonerado após ser alcançado pela operação manus (leia aqui).

Ora, se Raniere Barbosa foi afastado da presidência da CMN e impedido de visitar órgãos da prefeitura, para não interferir nas investigações, mesmo rompido politicamente com o Prefeito, por qual razão Carlos Eduardo Alves, que indicou os dois últimos secretários um dos quais interceptado em ligação telefônica, dizendo, inclusive, que tinha sido avisado por CEA “que daria merda” (leia aqui), também não foi?

O Ministério Público alegou que não foram encontrados indícios contra o Prefeito Carlos Eduardo Alves. É preciso, então, que fique claro quais são os indícios contra o vereador Raniere Barbosa e por qual razão ele atrapalharia o trabalho do MP e Carlos Eduardo Alves, que indicou os dois secretários pegos nas investigações, não.

Deixe uma resposta