Deixar a fiscalização das aglomerações para os prefeitos pode impedir o direito à movimentação de campanha das oposições

Após diversos relatos de aglomerações durante o fim de semana, que deu o pontapé de campanha no RN, o tribunal regional eleitoral emitiu já publicada pelo blog, alegando que a fiscalização deve ser empreendida pelo governo e prefeitos.

Trata-se de algo potencialmente preocupante do ponto de vista da disputa eleitoral. Como os prefeitos participam de forma direta ou indireta do pleito, não há garantia de que o gestor não venha utilizar a fiscalização das normas de segurança para tolher as movimentações das oposições e relaxar com as suas.

É um nó difícil de desatar.

Deixe uma resposta