Desprezada por Bolsonaro, sem a coronavac estaríamos praticamente sem vacinação no Brasil

A vacina chinesa Coronavac foi desprezada pelo presidente Jair Bolsonaro. O dito cujo recusou, por exemplo, a compra de 60 milhões de doses do imunizante a quem chamava de Vachina.

Agora de joelhos para a China, implorando o princípio ativo da Coronavac e da Astrazeneca também por lá produzida, tenta dizer que nunca foi contra vacinação. O fato é que ele tentou levar os brasileiros a não vacinação, imaginando que as pessoas não iriam querer se vacinar, e foi derrotado.

Em entrevista a rádio jovem pan, disse que jamais compraria uma dose da coronavac, mesmo que a anvisa aprovasse. Foram inúmeras as declarações nesse sentido. Ora, hoje no Brasil, quase 9 em cada 10 doses aplicadas são da coronavac.

É preciso reconhecer. Não fosse a ambição do governador de São Paulo João Doria, estaríamos com vacinação quase zero no Brasil.

Viva a coronavac.

PS. A imprensa acaba de anunciar que a coronavac é efetiva contra as novas variantes da covid-19.

Deixe uma resposta