Diálogo entre Andréa Neves e Joesley nada tem; o delator é um mentiroso

Diálogo entre Andréa Neves e Joesley nada tem; o delator é um mentiroso

Do Antagonista – A defesa de Aécio Neves divulgou a transcrição de um diálogo entre sua irmã, Andrea, e Joesley Batista.

Presa na Operação Patmos, em maio, e libertada no mês seguinte, Andrea Neves disse ter solicitado “ajuda lícita” ao dono da JBS para pagar a defesa do seu irmão nos processos da Lava Jato. Segundo seus advogados, ela ofereceu em troca a aquisição de um imóvel de sua família.

Leia a íntegra da nota, com o diálogo.

“Nota da defesa do senador Aécio Neves:

Novas gravações que haviam sido escondidas pelos delatores comprovam que Andrea Neves procurou o sr. Joesley Batista exclusivamente para tratar da venda de um apartamento da família.

Segue transcrição:

Joesley – Alô.
Andrea Neves – Alô.
Joesley – Alô.
Andrea Neves – Alô, bom dia, é…. eu falo com o Aran?
Joesley – Quem?
Andrea Neves – Aran?
Joesley – Não, não.
Andrea Neves – Com quem eu falo, por favor?
Joesley – Você ligou pra quem?
Andrea Neves – Eu liguei pro Aran. Eu recebi um recado do Frederico a respeito de uma viagem no Rio. Com quem eu falo, por favor?
Joesley – Ah, tá, tá, com o Joesley. O que que é, o Fred? Quem tá falando?
Andrea Neves – É Andrea Neves.
Joesley – Oi, Andrea, é Joesley. Joesley. Tudo bem?
Andrea Neves – Ah, Joesley, desculpa! Bom dia, eu recebi o recado, desculpa.
Joesley – É que eu tô dirigindo aqui, eu tô no viva voz, tá bom? Vamos falando.
Andrea Neves – É que eu recebi o recado completamente então errado aqui, desculpa. Bom dia.
Joesley – Mas você deve estar falando do Aran, não é o menino que trabalha comigo?
Andrea Neves – É, bom, então… não sei. O recado foi o seguinte: você vai até o Rio hoje?
Joesley– Então, eu também recebi um recado, mas é que hoje eu não consigo. Eu recebi um recado se eu podia tá lá às 15h. Mas, putz, hoje eu tô inclusive indo pro escritório aqui, tenho umas reuniões aqui.
Andrea Neves – Ah, tá, é porque a gente recebeu o recado que você poderia vir, né. Aí marcamos, seria até bom para você ver o apartamento, sabe. Ter a oportunidade de estar com a minha mãe e ver o apartamento e, como eu estou aqui, no Rio, e ele também, a gente imaginou que poderia ser oportuno, sabe.
Joesley – Ah, tá, putz, mas…
Andrea Neves – Mas o recado que recebemos foi que você estaria vindo pra cá.
Joesley – Ah, tá, então deu alguma confusão. Ele não tem como passar aqui essa semana, em São Paulo?
Andrea Neves – Eu posso ver e te falo depois… tá? Ele volta ainda hoje para Brasília e aí a gente fala depois.
Joesley – Tá, eu vou gravar esse número teu aqui também.
Andrea Neves – Isso, por favor.
Joesley – Tá joia, ‘brigado.
Andrea Neves – Grande abraço e bom domingo.
Joesley – Outro também, tchau, tchau.

Isso comprova que os delatores, mais uma vez, mentiram e que as outras gravações que apresentaram à Justiça foram induzidas e manipuladas com o objetivo de produzir aparências de provas que justificassem seus acordos de delação premiada, suspensos exatamente pela falta de credibilidade do que disseram.”

Deixe uma resposta