Exposição “Floresta do Manguezal do Potengi” retrata a necessidade de criação de Parque em Natal

Em comemoração ao Dia Mundial dos Manguezais (26/07), a ONG Baobá, SOS Mangue e a Rede EuSouDoAmor, lançam campanha em defesa da criação do Parque dos Mangues do Rio Potengi. O evento será dia 25 de julho, das 10h às 12h, na biblioteca Zila Mamede da UFRN, com a abertura da exposição fotográfica do fotojornalista Canindé Soares que permanecerá disponível ao público até o dia 10 de agosto.

Esta é uma data importante para o movimento de proteção das florestas de manguezais no planeta, que sofrem intensa pressão por estarem localizados em regiões litorâneas onde a maior parte da população mundial se concentra. É crescente o avanço do nível do mar por causa das mudanças climáticas além do desmatamento para empreendimentos comerciais.

Para o fotojornalista Canindé Soares, é uma grande honra voltar a expor seus trabalhos na biblioteca da UFRN. ” Algumas fotos foram expostas pela primeira vez em 2016 e voltar agora, depois de 3 anos, é um momento para novas reflexões. Esperamos que o trabalho da Baobá, do SOS Mangue e da Rede EuSouDoAmor, consigam realizar o sonho da implantação do Parque dos Mangues do rio Potengi.” Concluiu o fotógrafo.

Para Haroldo Mota, presidente da ONG Baobá e Rogério Câmara da SOS Mangue/RN, “ Neste nosso novo movimento com a Implantação do Parque dos Mangues, vamos poder sensibilizar a população norteriograndense sobre a importância de preservação e necessidade da criação do mesmo. Queremos discutir com a sociedade e levar para a Assembléia Legislativa aprovar e a governadora sancionar”. Afirmaram os ambientalistas.

Segundo Glácia Marillac, coordenadora da Rede EuSouDoAmor, “ Toda essa cortina verde exuberante é berço de várias espécies marinhas e palco para a expansão de mais um produto turístico ecológico, preservando o meio ambiente e gerando emprego e renda ao Estado”. Concluiu.

Deixe uma resposta