Faixas com ameaça ‘Proibido roubar. Se roubar vai morrer’ são espalhadas na Zona Oeste do Rio

Faixas são estendidas na Rua Barão, na Praça Seca Foto: Reprodução/Redes Sociais

Quem passava pela Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, foi surpreendido por mensagens, no mínimo inusitadas, espalhadas pelo bairro. Em algumas vias foram estendidas faixas com a seguinte ameaça: Proibido Roubar. Se Roubar vai morrer. Não é para 1, nem para 2. É para Geral.” A imagem que ilustra a reportagem, por exemplo, foi um registro feito na Rua Barão.

Moradores da região relataram que as faixas teriam sido colocadas por criminosos que atuam no bairro. A Polícia Civil, no entanto, não confirma a informação. O órgão informou que existem inquéritos e processos em curso que “apuram o conflito entre criminosos da milícia e integrantes do tráfico que atuam nas comunidades da região”.

Em resposta, a Polícia Civil disse que este episódio das faixas também é apurado. Os agentes investigam ainda quem são os responsáveis por estender as faixas e o motivo pelo qual fizeram isso — a informação de que bandidos estejam por trás disso não foi descartada. As investigações estão sob os cuidados da delegacia de Campinho, a 28ª DP.

No fim desta tarde, policiais militares foram acionados para a Praça Seca. Imagens em redes mostram PMs retirando as faixas do bairro. A informação foi confirmada pela assessoria da corporação: “policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) foram até os locais e removeram as faixas.”

Pelas redes sociais, moradores comentaram episódios de violência na região: “Meu vizinho foi assaltado na (Rua) Marangá com a Florianopolis, tomou tapa na cara foi esculachado na porta da vila. Domingo ele e sua esposa se mudaram.”

O GLOBO

 

Deixe uma resposta