Fátima Bezerra irá vetar aprovação pela Assembleia de pagamento retroativo de décimo terceiro e férias para deputados da legislatura atual e anterior

O chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, afirmou ao nominuto.com que, em face da crise financeira, a gorvenadora Fátima Bezerra deverá vetar a lei aprovada pela assembleia legislativa do RN, que prevê o pagamento retroativo para deputados da legislatura atual e anterior de décimo terceiro e férias.

A lei já foi aplicada pela assembleia legislativa do RJ e vista como constitucional pela assembleia e procuradoria do Estado. Ainda assim, a governadora alegou, em conversa ao presidente do legislativo potiguar, Ezequiel Ferreira, que o momento não permite o gasto.

A ação da assembleia aprovada por todos os deputados estaduais, menos por Sandro Pimentel, ocorreu ás vésperas do carnaval e repercutiu negativamente nas redes sociais.

Em se confirmando o veto da lei pela governadora Fátima Bezerra, os deputados estaduais votarão posteriormente no sentido de acatarem ou não a ação do executivo. Em última instância, em resumo, manterão ou derrubarão o veto da governadora.

Do Blog: Em post anterior, disse que não caberia a Fátima vetar o ato, mas dialogar para que os próprios deputados estaduais revisassem suas votações de alguma maneira, resgatando suas imagens públicas. Mesmo que requerido pela população, a ação de Fátima Bezerra pode gerar mal estar junto aos parlamentares e atraoalhar a administração de sua coalizão na casa. Afinal, a governadora dependerá de seus votos para aprovar projetos de ajuste fiscal. Ao que parece, o veto da governadora foi combinado com o presidente da casa. Resta saber se os deputados irão assimilar bem tal perspectiva.

Atualização às 14:47

Do blog 2: como a própria matéria do nominuto enfatiza, o prazo para o veto governamental, de 15 dias, já acabou. É preciso saber como se dará a operação.

Deixe uma resposta