Flávio Bolsonaro e a velha questão nos legislativos brasileiros

O caso de Flavio Bolsonaro, em que descobriram um ex-motorista com movimentações acima de um milhão de reais, faz parte da paisagem legislativa brasileira.

A imprensa noticiou que sete assessores do senador eleito pelo Rio de Janeiro e filho do presidente eleito Jair Bolsonaro depositaram recursos na conta do assessor portador de quantidade financeira incompatível com sua renda.

Em resumo, é a velha prática de ratear salários dos assessores, ficar com parte dos vencimentos dos membros do gabinete ou utilizar os recursos para outros fins.

Deixe uma resposta