Gustavo Carvalho, o pacote fiscal e o morde e assopra

O deputado Gustavo Carvalho bateu no governo. Segundo ele, o governador não pode reclamar pela não aprovação do pacote fiscal na assembleia. Ele alega que o pacote estava mal elaborado.

O detalhe é que a maioria dos projetos já estava na Assembleia há bastante tempo. E só descobriram isso agora?

O papo dos “projetos mal elaborados” foi engodo para dois subterfúgios: 1. Dizer que estava do lado do servidor; 2. Não votar pela redução de duodécimos e não contrariar grupos empresariais que fizeram lobby pela manutenção do atual formato da Ceasa, Centro de Convenções e Potigas.

No caso de Gustavo Carvalho há outra artimanha: recém aquinhoado com cargos no governo, bate por achar que pode esticar a corda sem estourá la. Depois tenta apaziguar. É o morde e assopra.

Ele só faz isso porque acha que pode fazer poses momentâneas de oposição que o governo, enfraquecido, não irá reclamar.

Deixe uma resposta