Lava Jato e a ideologia bolsonarista

Impressionante como, acuados, Moro e os demais membros da Lava Jato recorrem cada vez mais a uma argumentação cara aos militantes bolsonaristas, pois já sacaram que são os seus defensores, são sua base.

A Lava Jato está no colo da extrema-direita e Moro nas mãos de Bolsonaro. Fazem à egipcia antissistema, atacando a imprensa e colocando o funcionamento normal das instituições em segundo plano por uma suposta cruzada moral.

Veja a matéria abaixo e perceba como tal argumentação bolsonarista virou rotina entre os operadores da Lava Jato, agora na condição de atacados.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se manifestou em sua conta pessoal no Twitter sobre os novos vazamentos de conversas entre ele e o chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, reveladas pelo site The Intercept Brasil em parceria com o jornalista Reinaldo Azevedo, da Band News.

Moro disse que é um “grande defensor da liberdade de imprensa”, mas que “a campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção está beirando o ridículo”. O ex-juiz ainda desafiou a equipe de reportagem, dizendo: “se houver algo autêntico, publiquem por gentileza”.

Na sequência do primeiro post, Moro publicou uma tabela com dados nacionais de segurança pública do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública do Ministério da Justiça, que mostra uma redução nos principais crimes em todo País no primeiro semestre deste ano. O ministro compartilhou a tabela com a legenda: “abaixo uma notícia de verdade”.

Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta