05/19/2017
Reação pela permanência de um cadáver político no poder
Daniel Menezes Daniel Menezes
01. "Temer deve explicações", disse Fachin. Talvez, num inquérito até o fim do seu mandato (?);

02. O MBL e "vem pra rua" ficarão em casa, pois cancelaram suas manifestações chamadas para o próximo domingo. Se por um lado, endossam Temer; por outro, irão perder o controle "das ruas". Demonstram com a ação que o mais importante é não criticar o pemedebista. As páginas do MBL hostilizam o jornalista Lauro Jardim, autor do furo de reportagem incontestável contra Michel Temer;

03. Estadão e Folha minimizam denúncias contra Temer, ao mesmo tempo em que tentam jogar mais gente na roda. É uma forma de tirar Temer do fogo cruzado. Temer, que foi gravado tendo conversa com um réu confesso, em sua residência oficial, sobre compra de silêncio de um preso e obstrução da Lava Jato, ainda não tem prova conclusiva contra si, disse o jornal Folha de São Paulo em manchete já histórica;

04. O PSDB, principal partido da base aliada, ainda não retirou o apoio ao presidente. Todos os ministros estão em seus cargos. Assim foram orientados pelo presidente interino da agremiação;

Há uma reação com a clara tentativa de salvar um cadáver político ambulante. Sigo achando que não colará. Só que não pode ser subestimada.

  • Publicado por
  • Daniel Menezes



DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentar com Facebook