‘NY Times’: Saída de médicos cubanos deixou 28 milhões sem atendimento

Revista Veja – Reportagem especial feita pelo jornal americano “New York Times” nesta terça (11) afirma que o encerramento do programa Mais Médicos deixou 28 milhões de brasileiros sem atendimento de saúde.

Sob o título “Brasil falha em substituir médicos cubanos”, a reportagem afirma que a saída abrupta ao menos 8.000 médicos cubanos foi um dos primeiros grandes desafios de Jair Bolsonaro.

E que a mudança provocada pela postura do governo brasileiro testou sua capacidade de cumprir uma promessa de campanha, de substituir rapidamente os médicos estrangeiros por profissionais locais.

O jornal diz que a falta de atendimento básico pode provocar a morte de 37.000 crianças até 2030.

“Seis meses depois do início de seu mandato presidencial, que começou em janeiro, o Brasil está lutando para substituir os médicos cubanos pelos médicos brasileiros: 3.847 postos médicos do setor público em quase 3.000 municípios continuam vagos, de acordo com os números mais recentes disponíveis”, diz o NYT.

Deixe uma resposta