O mundo encantado dos analistas e o financiamento eleitoral

Segundo o desejo dos analistas, diante da maior quantidade de candidatos com o mesmo fundo eleitoral, os competidores irão economizar e deixar de contratar agências, marketing digital e os melhores profissionais. Eles não querem recursos privados, nem públicos, nem caixa 2 nas eleições. Dará certo, com certeza. UMA PRAGA DA ANÁLISE POLÍTICA É repercutir visão cândida do mundo. É pior do que burrice. A política será jogada na ilegalidade. Uma curiosidade: será que os analistas também agem candidamente na defesa dos seus interesses em deptos universitários como pregam para a política profissional?

Deixe um Comentário