O PT lança pré-candidatura de Fátima para o governo, debate estratégia e Mineiro para federal

O PT lança pré-candidatura de Fátima para o governo, debate estratégia e Mineiro para federal

Na reunião de suas correntes intrapartidárias, o grupo de Fátima Bezerra lançou o nome dela ao governo do RN. Seria uma candidatura irreversível, conforme foi debatido em reunião interna.

Eles também debateram a estratégia de discurso. Pretendem rivalizar com Robinson Faria e colar nele à crise. Com isso, caso o PT leve a disputa, teria um tempo para governar com o retrovisor, enquanto implementa duro ajuste fiscal. A ideia é usar Robinson como gordura para queimar em início de mandato, como ele não utilizou Rosalba. Este foi o argumento.

Os debatedores previram cenário difícil, com a possível perda da base do funcionalismo público, já que haverá medidas impopulares contra esse segmento. Porém, esperam substituir essa base eleitoral com o avanço sobre o povão, assim como ocorreu com Lula em seu primeiro mandato.

Perguntei a minha fonte como eles explicariam o fato de que o PT foi contra um ajuste mais duro em 2015, quando foi da base do governo, inclusive, se opondo a toda e qualquer privatização, chamando professores e aprovando um plano estadual da educação que previa a aplicação de passe livre e expansão da uern.

“Vamos usar contra Robinson o que fomos contra quando estavamos com Robinson”, assim resumiu o dito cujo.

Vale lembrar que, em 2015, uma disputa interna entre Tatiana Mendes Cunha/PSDB x PT foi travada em prol de um duro ajuste fiscal. A chefe da casa civil foi uma severa crítica do plano estadual de educação sem a menor condição de ser implementado. O deputado estadual Zé Dias, através da Assembleia, falou sobre a necessidade de ponderar sobre a abrangência da crise. Tatiana e Zé Dias perderam a disputa na época.

MINEIRO PARA FEDERAL

O deputado estadual FErnando Mineiro também enfatizou no mesmo momento que pretende disputar uma vaga na câmara dos deputados.

Deixe uma resposta