O que é o Brasil 200 de Flávio Rocha?

Até agora ninguém sabe ao certo. Só que o jeito de começar não foi muito legal. O empresário fez um evento apenas para super ricos e sem propostas claras. Quem deseja influenciar desse jeito, se não há qualquer diálogo com os mortais que gravitam abaixo dos milhões?

Muito auê, mas poucas questões objetivas.

Rocha ainda deve uma narrativa sobre sua previsão pretérita. Ele afirmou que, com a queda de Dilma, o Brasil iria bombar rapidamente.

Nada saiu conforme a encomenda.

Em suas declarações, o empresário ainda aproveitou para atacar o que chamou de ambiente mais hostil do país ao empresariado, em referência ao Rio Grande do Norte.

A expressão não é nova. Porém, apesar do efeito pirotécnico, ele precisa dizer no que o RN difere dos demais estados. Até porque ele ficou rico por aqui. Não foi em São Paulo ou no Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta