O que importa e o que é secundário na avaliação política no RN

Por trás da cortina de fumaça, o temor dos críticos é que, ao passar as reformas, Fátima conseguirá sanear a máquina, colocar os salários em dia e recuperar a capacidade de investimento.

Ocorrerá um pouco o que aconteceu com Carlos Eduardo após a gestão de Micarla. A normalização da administração lhe rendeu a reeleição.

O resto é questão secundária e discurso de momento.

Deixe uma resposta