OAB pedirá investigação contra procuradores da Lava Jato por grampo a Lula

Folha – Por Mônica Bergamo – A OAB entrará com um pedido para que o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) investigue procuradores da Operação Lava Jato por terem interceptado conversas de advogados com Lula, usando o conteúdo delas para traçar a sua própria estratégia de atuação processual contra o ex-presidente.

CONSELHO

Nesta semana, a Folha e o The Intercept Brasil revelaram que conversas de Lula com o advogado Roberto Teixeira foram grampeadas em 2016. Nelas, o defensor sugeria que o petista acionasse aliados para conversar com Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal). Ela analisaria o pedido dele para suspender as investigações. 

RECADO

As mensagens obtidas pelo site mostram que Deltan Dallagnol e outros procuradores debateram o assunto intensamente e enviaram o conteúdo das conversas ao então juiz Sergio Moro. Depois disso, procuraram Rosa Weber. 

PLANO

“O grampo ilegal, que violava o sigilo entre advogado e cliente, foi utilizado para planejar as estratégias jurídicas da Lava Jato”, diz o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

OUTRO ASSUNTO

Moro e os procuradores afirmam que não discutiram o tema com a ministra.

Deixe uma resposta