Os demitidos da Estácio, Unp e a falácia da composição

Os demitidos da Estácio, Unp e a falácia da composição

OS DEMITIDOS DA ESTÁCIO, UNP E A FALÁCIA DA COMPOSIÇÃO
 
Pegaram demissões sazonais feitas por universidades privadas, sobretudo em momento de crise no setor pela diminuição da grana que vinha pelo Fies, e disseram: isto é a reforma trabalhista.
 
Fala sério, galera. O interessante é que, no sentido contrário, os empregos gerados recentemente não foram postos na conta da mesma reforma. Por qual razão?
 
Seria prudente esperar um pouco mais para analisar o comportamento do mercado de trabalho do ponto de vista macro e não se servir de casos isolados, produzindo generalizações vazias.

Deixe uma resposta