“Paulo Preto” é um calo no sapato do PSDB e, ao que parece, também do MP

Não é de hoje que o diretor da dersa, o Paulo Preto, é um calo no sapato do PSDB. A Dersa toma conta das obras rodoviárias do Estado de São Paulo. Paulo Preto é um antigo operador dos governos tucanos e que o ministério público da Suíça disse ao brasileiro que movimentou mais de 100 milhões de reais ilegalmente por lá.

A procuradoria geral da república, estranhamente, o desvinculou dos processos tucanos que correm no Supremo Tribunal Federal.

O “Paulo Preto” assombra o PSDB há bastante tempo, e pela leniência com que é tratado pelos ditos entes fiscalizadores, também virará uma sombra da gestão de Raquel Dodge e do amufinado MPF de SP.

Deixe uma resposta