Planalto teme que Padilha e Moreira entrem na mira de Janot

Planalto teme que Padilha e Moreira entrem na mira de Janot

A prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima acendeu um alerta do Palácio do Planalto, que agora teme que os palacianos Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) sejam os próximos alvos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

Investigados na Operação Lava Jato, Padilha e Moreira são os ministros mais próximos do presidente Michel Temer. A detenção de Geddel foi interpretada como um sinal de que a PGR pode tentar acelerar as apurações contra os dois peemedebistas.

Agora, o governo tenta evitar que a prisão de Geddel influencie a votação da Câmara que definirá a aceitação da denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer. Na delação do empresário Joesley Batista, da JBS, o ex-ministro preso foi apontado como “mensageiro” do presidente em negociações que interessavam à empresa.

Deixe uma resposta