Por que a pandemia melhorou a popularidade dos prefeitos no RN

Quem acompanha os pleitos pelo RN, já se deu conta de um aspecto. Os prefeitos saíram melhor do que entraram na pandemia. Motivo: eles receberam recursos do governo federal e, tirando as maiores cidades, sequer tinham rede hospitalar básica para gastar. Resultado: recursos sobrando em caixa e ausência de ônus diante da covid-19.

A necessidade, na prática, de debelar a pandemia ficou com o governo do estado. Este mantém quase toda a rede de média e alta complexidade, faz exames, divulga as mortes e precisou tocar ações impopulares de isolamento social e fiscalização do fechamento do comércio. Do contrário, seria a rede estadual de saúde a estourar.

Já os prefeitos deixaram o ônus e a responsabilidade nas costas do governo do estado, enquanto que usavam os recursos que receberam em outras áreas e na distribuição de remédios, muitos dos quais sem qualquer serventia contra covid-19, cestas básicas, etc. Em resumo, puderam apresentar as boas notícias e silenciar quando elas não eram positivas.

Em suma, viram seus caixas engordarem e a popularidade aumentar, enquanto que a oposição se mantinha paralisada em face da impossibilidade de falar de política em momento de muitas mortes e comoção social.

Deixe uma resposta