Prefeitos do RN terão de fazer alterações em suas previdências em pleno ano eleitoral

Como já foi aqui noticiado, governos e prefeituras não poderão fugir de reformas previdenciárias. Até junho de 2020, quem não alterar a alíquota previdenciária, por exemplo, não acessará transferências voluntárias. A condição foi aprovada pelo congresso.

Os prefeitos do RN terão de arcar com o ônus da ação em pleno ano eleitoral.

Deixe um Comentário