Quem mais morde da previdência consegue vender a ilusão de que sua reforma será ruim pra quem menos se beneficia dela

Quem mais morde a previdência tem conseguido convencer que sua reforma será ruim para quem menos se beneficia dela. É uma operação de convencimento e tanto.

A previdência brasileira e estadual promovem uma contribuição pela base e concentram a distribuição nos setores mais privilegiados.

São os grupos advindos dos militares, judiciário, MP, servidores e professores federais, auditores, policiais federais, etc, os que mais se beneficiam com a previdência, canalizando para si uma contribuição que é geral.

Com capacidade ímpar de mobilização diante de uma sociedade desorganizada, eles têm pressionado de todas as formas para que ela não ocorra ou para que eles não sejam atingidos por ela. O bom mocismo visto por aí não tem nada de universalista. É a defesa apenas do já próprio gordo umbigo.

É importante fortalecer este debate para que os maiores grupos de pressão sejam alcançados pela reforma. Do contrário, tudo ficará como se encontra ou alguns setores conseguirão sair dela.

DICA: procure saber quanto cada profissional contribui para Previdência, do setor público e privado, e em quanto tempo e com qual salário cada um se aposentará. Você se convencerá a respeito da importância dela.

Deixe uma resposta