Relatório da Fundação Getúlio Vargas aponta RN em segundo no ranking da transparência

Um relatório sobre transparência pública divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou o Rio Grande do Norte na segunda colocação no índice geral de transparência ativa. Com nota de 86, o estado ficou apenas um ponto abaixo do Paraná. Para a produção do ranking todos os estados brasileiros, mais o Distrito Federal, foram avaliados.


O relatório leva em consideração os resultados de outros rankings, como a avaliação da FGV com índices sobres transparência municipal. São levados em conta também as notas de repostas aos pedidos da Fundação, a nota geral de transparência ativa e a nota calculada com base na plataforma para acesso às informações públicas.


Os dados são comparados com os índices de transparência construído pela Controladoria Geral da União (CGU), em 2015, e o índice produzido pelo Ministério Público Federal (MPF) em maio de 2016. São compilados entre outros os resultados obtidos na pesquisa com o Índice de Desenvolvimento Humano.


Ainda segundo o relatório, o Rio Grande do Norte cumpriu todos os requisitos previstos na Lei de Acesso à Informação, em especial no fornecimento de dados gerais para o acompanhamento de programas, ações, projetos e obras de órgãos e unidades, ficando com a nota 100.


Em maio deste ano, o RN já tinha garantido outro destaque no ranking de acesso à informação, divulgado pela Controladoria Geral da União. O estado chegou a nota de 9.72, contra 8.19 pontos registrados em 2015, de acordo com a Escala Brasil Transparente, uma metodologia para medir a transparência pública em estados e municípios brasileiros.


Para o governador Robinson Faria, a posição do RN no ranking demonstra que o trabalho para conferir plena transparência à administração tem dado resultado. “Sempre colaboramos com os órgãos de controle, sejam eles federais ou estaduais, para mostrar à população que os nossos investimentos e ações da administração são claros e sempre disponíveis para consulta”, afirmou. 


Deixe uma resposta