Sentiu

Em declarações ontem à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro disse que não precisa fritar ministro para demitir e que sua relação com Sérgio Moro é ótima.

Ele voltou atrás do que mesmo tinha dito. Não separará mais o Ministério da justiça da segurança pública.

Candidatíssimo, Moro ouviu tudo calado, mas fez circular, conforme a imprensa, que deixaria o governo caso a segurança pública deixasse de ser sua atribuição.

Bolsonaro age para retirar a candidatura de Sérgio Moro do caminho. Mas, parece, que não está funcionando.

Deixe uma resposta