Setores da imprensa que não se emendam, desrespeitam os fatos e voltam a igualar Lula a Bolsonaro

A imprensa, mesmo atacada diariamente pelo presidente Jair Bolsonaro, não se emenda.

Setores dela nem esperaram Lula sair da prisão com a mudança de entendimento do supremo tribunal federal sobre a prisão em segunda instância. Já pululam em suas páginas avaliações que colocam Lula como um radical no mesmo patamar de Bolsonaro e que atuará para incendiar o país.

É bom respeitar os fatos. Lula nunca agiu de maneira radical de 2002 para cá. E sempre respeitou imprensa, partidos, a política. Algo completamente distinto de Bolsonaro, um defensor de ditaduras, tortura e que trabalha para matar de inanição jornais consagrados.

A falsa polarização entre Lula e Bolsonaro deixa o país pior, pois que normaliza Bolsonaro. Várias são as vítimas dessa narrativa, inclusive os próprios jornalistas.

Deixe uma resposta