Sinal amarelo no carlismo

Após a operação hoje na casa do pai do Raniere, em processo que corre em sigilo de justiça da operação cidade luz, o carlismo acendeu a luz amerela.

Recém saído da prefeitura e sem foro privilegiado, CArlos Eduardo Alves, conforme o jornal Agora RN, teve seu nome citado como receptador de propina na campanha de 2016 das empresas investigadas na operação cidade luz.

O índio poti soube que há um temor entre os assessores do prefeito que o Carlos Eduardo passe aperto, agora que está na primeira instância.

Deixe uma resposta