Sobre a baixaria com o especialista em segurança pública Ivenio Hermes

Profissional com vasta experiência na área de segurança pública, Ivenio Hermes se tornou sinônimo de credibilidade no segmento.

Construiu, entre outras diversas ações, junto com pesquisadores das universidades, da OAB, da justiça e do MP, o observatório da violência, que se tornou referência na auditoria e reflexão sobre os números no âmbito da violência.

Antes do Óbvio, os dados governamentais sobre homicídios, roubos, etc, eram maquiados pelos governos estaduais. Quem não se lembra da forma como a OAB/RN criticava o modo como Rosalba diminuía, quando governadora, o índice de homicídios nas terras de Poti?

Ivenio Hermes participaria da equipe de transição de qualquer governo. Aliás, não tenho dúvida de que, como profissional que é, teria grandes chances de ser convidado para avaliar os números de violência no RN, se o vencedor tivesse sido Carlos Eduardo Alves.

Sua rotina é a de pesquisador e gosta de contribuir com o pensamento público qualificador. O conheci em círculos de debate e produção intelectual de Natal. Além de ser uma pessoa de diálogo, sempre me pareceu alguém viciado em trabalho.

Porém, bastou assumir espaço na equipe atual do governo que ainda não foi empossado, para ser vítima de uma baixaria feita com seu nome em grupos de WhatsApp.

De insinuações sobre sua sexualidade até fake news sobre sua indicação por Jean Wyllys para ser secretário de segurança de Fátima, tudo circula.

O RN precisa sim ter uma oposição. Todo governo necessita. Mas ela tem de mostrar a cara, para qualificar o debate e não ficar promovendo assassinato de reputação de forma anônima em grupos de WhatsApp.

Gostou do nosso conteúdo?
Nós adicione, nos mande um “Olá” e passe a recebê-lo.

Ou nos coloque em seu grupo de WhatsApp.

Tel: 98809 7897

Deixe uma resposta