Para juristas, filmagem de professores viola direitos e é inconstitucional

Juristas ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, afirmaram que a filmagem de professores em sala de aula, como propôs o ministro da Educação, Abraham Weintraub, pode violar direitos fundamentais dos educadores e é inconstitucional. A Constituição Federal determina que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a …