Indicações ministeriais feitas pelos filhos do presidente também são um modo de fazer política; aliás, são nomeações menos transparentes do que aquelas advindas de partidos

/ | Deixe um Comentário

Há quem ache um absurdo uma indicação política sair pelas mãos de um partido, por exemplo, para um ministério. Mas uma nomeação por este caminho não necessariamente será despida de caráter técnico. Os partidos têm quadros para tanto. No caminho inverso, uma indicação fora das linhas partidárias não implica em ser esvaziada de política. Trata-se […]

Leia mais »

As “oligarquias” do RN não têm sido duras com os sindicatos; o problema é o contrário disso

/ | Deixe um Comentário

Repercute muito, desde ontem, o número publicizado aqui, a partir do levantamento feito pelo professor Fernando Amaral. O dado é que 84,28% do orçamento estadual é gasto com folha dos servidores do executivo e dos poderes. AGENDA SINDICAL IMPLEMENTADA A implementação dos Planos de Cargos Carreiras e Salários, mais o crescimento da folha nos últimos […]

Leia mais »