Juízes de SP contrariam lei, dividem os dias de férias e geram custo extra

Contrariando a Loman (Lei Orgânica da Magistratura), juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo vêm adotando a prática de tirar suas férias de forma fracionada em dias úteis, sem contar os fins de semana. O hábito ilegal acaba gerando um acúmulo de férias não tiradas ao fim de cada ano, o que …