Gabinete de Fachin diz que vídeos da delação de Funaro ‘não deveriam ter sido divulgados’

A assessoria do gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou neste domingo (15) que o ministro não retirou o sigilo da delação de Lúcio Funaro e que, no entendimento do magistrado, os vídeos dos depoimentos do operador financeiro à Procuradoria Geral da República “não deveriam ter sido divulgados”. Os vídeos começaram …

Em áudio, executivo da JBS sugere dar sinal para Funaro ‘pular dentro’ de delação e ‘fechar a tampa’

Em áudio, executivo da JBS sugere dar sinal para Funaro ‘pular dentro’ de delação e ‘fechar a tampa’ POR PAINEL Em um trecho do novo autogrampo de Joesley Batista, divulgado nesta sexta-feira (29) pela revista “Veja”, o dono da JBS e seu diretor jurídico, Francisco Assis, combinam de, “no momento certo”, enviar um recado a …

Funaro entrega vídeos de reuniões com políticos à PGR

O operador Lúcio Bolonha Funaro entregou à Procuradoria-Geral da República um disco rígido com vídeos gravados em seu escritório, em São Paulo, no qual aparecem políticos e empresários. O material está sendo periciado pela Polícia Federal, segundo disse ao GLOBO uma fonte ligada ao caso. As imagens devem reforçar as acusações que Funaro fez em sua delação premiada, especialmente contra …

Lúcio Funaro diz que Eduardo Cunha era ‘banco de propina’ e ‘dono de mandatos’ de deputados

Do G1 O operador financeiro Lucio Funaro afirmou nos depoimentos do acordo de delação premiada que firmou com a Procuradoria Geral da República que o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha era uma espécie de “banco de propina” de deputados, ou seja, pagava para os parlamentares e depois se tornava “dono” dos mandatos …

Funaro diz que recebeu R$ 170 milhões em propina com Geddel, Henrique Alves e Eduardo Cunha

O doleiro Lúcio Funaro, operador do PMDB, detalha em sua delação premiada diversos pagamentos feitos aos ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Alves e ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ele estimou que somente por negócios na Caixa recebeu junto com os três cerca de R$ 170 milhões em propina. Cunha, Alves e Geddel estão …

Funaro: Temer e Cunha tramavam ‘diariamente’ queda de Dilma

O corretor Lúcio Funaro disse em sua delação premiada que, na época do impeachment, o então vice-presidente Michel Temer tramava “diariamente” a deposição da ex-presidente da República Dilma Rousseff com o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).  A afirmação consta de um dos anexos da colaboração de Funaro, já homologada pelo Supremo Tribunal Federal …

Funaro diz que entregou R$ 11,4 mi em dinheiro vivo a Geddel

Do msn.com – Operador financeiro dos esquemas de corrupção do ex-deputado Eduardo Cunha e do chamado “PMDB da Câmara”, o doleiro Lúcio Funaro revela em detalhes, no acordo de delação, como funcionava a entrega de malas de propina para o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima. Na edição que começou a circular nesta sexta-feira, VEJA revela com exclusividade os …

Fachin homologa delação do operador Lúcio Funaro

Da Agência O Globo – BRASÍLIA – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou nesta terça-feira a delação de Lúcio Bolonha Funaro, apontado como operador de políticos do PMDB em esquemas de corrupção. O caso ainda segue sob sigilo. A expectativa é que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, use as informações …

Funaro foi o emissário dos 7 milhões de Joesley a Henrique Alves

O antagonista – O Antagonista apurou que Lúcio Funaro foi o emissário da mala com R$ 7 milhões de Joesley Batista para a campanha do ex-ministro Henrique Eduardo Alves ao governo do Rio Grande do Norte, em 2014. O dinheiro foi entregue a um assessor do peemedebista, num hotel de Natal, conforme revelou o Estadão, ontem, …

Funaro é transferido para finalizar delação que tem Henrique como alvo

Agência Estado O corretor Lúcio Bolonha Funaro foi transferido nesta quarta-feira, 5, do Complexo Penitenciário da Papuda para a carceragem da Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal. A mudança foi solicitada pelo advogado Antonio Figueiredo Basto e visa a facilitar a produção dos anexos da delação premiada que Funaro está negociando com a Procuradoria-Geral …