Indicações ministeriais feitas pelos filhos do presidente também são um modo de fazer política; aliás, são nomeações menos transparentes do que aquelas advindas de partidos

/ | Deixe um Comentário

Há quem ache um absurdo uma indicação política sair pelas mãos de um partido, por exemplo, para um ministério. Mas uma nomeação por este caminho não necessariamente será despida de caráter técnico. Os partidos têm quadros para tanto. No caminho inverso, uma indicação fora das linhas partidárias não implica em ser esvaziada de política. Trata-se […]

Leia mais »

O presidencialismo de coalizão não morreu

/ | Deixe um Comentário

No regime político presidencialista multipartidário brasileiro, o presidente utiliza seu poder de nomeação de cargos e de encaminhar o orçamento para formar uma base de apoio no congresso e aprovar projetos de interesse do governo. Tem sido assim desde a constituição de 1988. As previsões davam conta de que esta lógica acabaria com a dita […]

Leia mais »

O óbvio

/ | Deixe um Comentário

O presidente eleito Jair Bolsonaro está trocando ministérios por apoio de bancadas. O último foi o da saúde. A relação entre legislativo e executivo num presidencialismo de coalizão funciona assim. O presidente atrai partidos e obtém votos no congresso, colocando os para participarem do governo. Nao há nenhum crime nisto. É a política funcionando. Nenhum […]

Leia mais »

Bons tempos pregressos do presidencialismo de coalizão

/ | Deixe um Comentário

Bons tempos aqueles em que o executivo distribuia emenda para aprovar projetos no legislativo e não para escapar da cadeia. PS. Amanhã é dia da  Câmara se posicionar sobre a abertura de processo contra Michel Temer. Acompanhe.

Leia mais »