Ameaça à liberdade de expressão na UFRN

Eu publiquei aqui que considerava, não apenas a disciplina sobre o “golpe” a ser ministrada na UnB de Brasília ruim, como via como modismo inapropriado a abertura da mesma matéria aqui na UFRN. Enquanto na UnB sequer há literatura especializada listada na programação, centrando-se fundamentalmente em textos de blogs impróprios para o ambiente, a UFRN …

UFRN terá que dar explicações sobre criação da disciplina “golpe de 2016”

Do blog do bg – A reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Angêla Paiva terá de prestar explicações sobre a criação da disciplina denominada “Golpe de 2016 e o futuro do Brasil” que seria ministrado na especialização em Ciências Sociais. A 5ª vara federal do Rio Grande do Norte determinou que a …

Sobre o caso da aluna e do professor no curso de ciências sociais

SOBRE O CASO DA ALUNA E O PROFESSOR NO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS UMA CRÍTICA AO TRIBUNAL DAS REDES SOCIAIS Acompanho o caso envolvendo uma aluna de Ciências Sociais e o professor Alípio absolutamente chocado. Evitei comentar o assunto porque, nesse tribunal das redes sociais, a maioria das pessoas está mais preocupada em sustentar de …

Pós graduação em ciências sociais da UFRN também ministrará disciplina sobre “o golpe no Brasil”

A intenção de ministrar a disciplina foi anunciada ontem pelos organizadores da pós graduação em ciências sociais da UFRN. A matéria contará com quatro professores: Alex Galeno, Homero Costa, Orivaldo e Gabriel Vitullo. É a 9 universidade a anunciar o curso após pedido de abertura de processo pelo ministro da educação Mendonça Filho contra a …

Fátima Bezerra faz palestra na UFRN sobre o papel da mulher na política

Do Portal no Ar – A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebe amanhã, 17, às 10h30, no auditório das aves do Centro de Biociências, a senadora da República Fátima Bezerra. A senadora irá proferir uma palestra intitulada “O papel da mulher na política brasileira”. A palestra faz parte da IV Jornada “Meu corpo …

Vídeos: Com relatos de lixo, paredões e consumo de drogas, moradores de Potilândia denunciam na SEMURB e na UFRN festas no DEART

Do Blog do BG – Moradores do conjunto Potilândia, na zona Sul da capital, estã cada vez mais indignados com a balbúrdia que toma de conta da região quando são promovidas festas no campus universitário. A última, na véspera do feriado, no Departamento de Arte, gerou diversos relatos de transtornos, além de registro dos transtornos …

Para reitora da UFRN Angela Paiva, presença da PM no Campus não encontra precedente “nem nos tempos mais sombrios da ditadura”

A afirmação foi feita em Nota Segue na íntegra: Na última terça-feira, 14 de novembro de 2017, no início da noite, a comunidade universitária foi surpreendida com a presença indevida e não autorizada da Polícia Militar no Campus Universitário da UFRN. A ação policial foi desencadeada em total desrespeito à UFRN, uma vez que a …

A PF deve se manifestar sobre PM na UFRN e acusações da reitora Angela Paiva

A polícia federal deve se manifestar sobre a celeuma que envolve a ida da Polícia Militar até o campus da UFRN, no momento da exibição do documentário “Jardim das aflições” na última quarta feira. A reitora, em nota dura, acusa a presença da Polícia Militar de ameaça à autonomia da UFRN. A PM já veio …

Grupos estavam armados com pedaços de pau na frente da BCZM / UFRN na exibição de documentário?

Não, é puro fake news. As pessoas presentes não se referem ao grupo que foi assistir o documentário com tal apetrecho: falam ao uso de preto e camisas pró-bolsonaro. Nenhum vídeo e nenhuma foto foram também registrados. Ainda assim, o boato correr nas redes sociais entre parte dos críticos do acontecimento.  

A UFRN, o “jardim das aflições” e seu recado

UFRN, “JARDIM DAS AFLIÇÕES” E O SEU RECADO Mais do que o documentário, o pessoal do “jardim das aflições” quer expor o mundo universitário com suas apresentações nas UFs pelo país. A estratégia é clara e tem sido bem sucedida. Nas redes sociais e nos grupos de whatsapp dos quais participo as pessoas perguntam: por …