Tarefa hercúlea: culpar a imprensa pela briga entre Bolsonaro e Mandetta

Ontem (30), na coletiva da imprensa, algumas inovações surgiram. A saúde não era tratada pelo ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, mas por outros membros do primeiro escalão.

No fim de semana, o próprio ministro vazou para o Estadão o puxão de orelha dado em Bolsonaro. Disse ele: cobrarei até o senhor caso não siga as orientações técnicas. O presidente disse que se ele fizesse isso o demitiria. Mandetta alegou que não entregará o chapéu e que se Bolsonaro quiser, que ele mesmo o faça e engula o desgaste.

Por fim, voltando à coletiva, Mandetta, nas poucas oportunidades de fala que teve, disse: “sigam as orientações dos governadores”. Sim, aqueles declarados por Bolsonaro como inimigos.

Mas segundo os bolsonaristas, a briga entre os dois é invenção da imprensa. Imagine se não fosse.

Deixe uma resposta