UFRN registra aumento de bolsas do CNPq acima da média nacional

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é destaque no aumento do número de bolsas de iniciação científica e tecnológica concedidas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que nas últimas chamadas ampliou as oportunidades de 401 para 424 bolsas na instituição. O incremento de 5,74% supera o dobro do ocorrido em âmbito nacional, registrado em 2,4%.

O maior aumento na UFRN foi alcançado pelo Programa de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), que teve o número ampliado em mais de 200%, de seis para 20 bolsas. Para o pró-reitor de Pesquisa da universidade, Jorge Falcão, o resultado premia o trabalho realizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) e por todos os pesquisadores da instituição, que foi detalhadamente descrito na justificativa para solicitação, no início deste ano, do aumento de bolsas junto ao conselho.

O CNPq anunciou na última sexta-feira, 29, que nas últimas chamadas o número total de bolsas foi ampliado de 33.692 para 34.500, correspondendo a um investimento de R$ 290,8 milhões.

Deixe uma resposta