Um dos efeitos pedagógicos de Bolsonaro no poder

É nos mostrar que, quem trata a imprensa como oposição a ser combatida, tem uma visão pouco ampliada de liberdade de expressão. A “imprensa golpista” de ontem é a “comunista” de hoje, a depender de quem esteja no poder. O radicalismo apenas muda de lado.

Deixe uma resposta