Um porém

O governo eleito Fátima Bezerra estuda parcelar os salários atrasados e começar 2019 com os salários em diante em dia.

A proposta é bom porque cria uma previsibilidade orçamentária para o futuro, mas desde que estabeleça critérios distintos de parcelamento menor para quem ganha menos e maior para quem ganha mais e tem melhores condições de enfrentar uma crise momentânea.

Deixe uma resposta