A base do governo emite sinal sobre o risco a respeito de 2022

Valdemar da Costa Neto, manda chuva do PL, quer que o auxílio suba para 600. Trata-se de um claro reconhecimento público sobre a percepção do risco que correm no cenário atual. Que o auxílio de 400 não será suficiente para pensar em vitória em 2022.

A base bolsonarista vem depositando fortes esperanças de reversão da elevada avaliação negativa do presidente Jair Bolsonaro, a partir da concessão do auxílio. Apesar da militância bolsonarista tentar tirar a credibilidade das pesquisas, é fato notório que, principalmente o instituto datafolha, goza de forte aceitação no meio político e empresarial pelo seu histórico de acertos.

O pano de fundo desse pensamento é imaginar que a aproximação dos pobres para com Lula se resume ao bolsa família. Perde-se de vista que a questão se relaciona com a percepção da melhoria das condições de vida, algo mais amplo.

Deixe um Comentário