A demissão de Pazuello é questão de tempo

Deixo aqui a previsão para ser cobrado depois. O governo federal vai só a poeira diminuir, para não passar mais um recibo, e vai demitir o ministro da saúde Eduardo Pazuello.

A sucessão de erros nos últimos meses é inacreditável. A lista é maior do que feira do mês de supermercado. Não conseguiu montar um plano de vacinação, perdeu a batalha com o governador João Dória, que iniciou a imunização no Brasil com a Coronavac, mandou um avião pegar uma vacina na Índia que não estava vendida, foi avisado e nada fez com relação à crise de saude em Manaus, etc, etc, etc.

Ele será a expiação dos pecados do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia. Alguns perfis bolsonaristas nas redes sociais já o atacavam. General da ativa, a mancha nos militares não será pequena.

Para terminar de acabar, hoje, após levar uma volta de Doria, foi para a coletiva de imprensa reclamar do governador de forma destemperada e sem nenhuma estratégia. Pegou mal é pouco.

Deixe um Comentário