A orgia não está na universidade, mas nos quartéis

Forças armadas já compraram picanha, bebidas alcoólicas, leite condensado e agora foi descoberto que adquiriram, com dinheiro público, 35 mil comprimidos de viagra. Pelo jeito, quem entra nas universidades atrás de orgias procura no canto errado.

Os membros das forças armadas até tentaram argumentar, alegando que Viagra também serve para hipertensão arterial. Só que é falso. O Viagra não tem a indicação mais adequada para tal aspecto. Há remédios melhores e mais baratos.

Os militares embarcaram no atraso da vacinação para a covid. Emails da pfizer foram ignorados pelo governo federal. Não foi o caso do Viagra que a pfizer também é fabricante. Aí foram atrás e rápido.

Detalhe, também há compra de remédio para calvície.

Deixe um Comentário