Cadê o resultado da solução mágica da Cloroquina + Ivermectina em Natal?

O prefeito Alvaro Dias, seguindo a pegada bolsonarista, vendeu como solução mágica o uso em larga escala da cloroquina e da ivermectina. De nada adiantou. O sistema de saúde da cidade que administra segue abarrotado e os casos só aumentam.

Os deputados e médicos que também venderam a ivermectina como profilático poderiam vir à público agora falar algo a respeito. Após o crescimento da procura, quatro comprimidos, que custavam cerca de 8 reais, agora valem 100 reais.

Diversas pesquisas já demonstraram que a cloroquina não tem eficácia contra a covid-19. A ivermectina só tem comprovação em laboratório. Porém, ainda não em seres humanos. A maioria dos remédios que funciona in vitro não funciona no corpo contra uma dada doença.

Administração de remédio é atividade de saúde e não eleitoral. E mais: criar a sensação de que é possível ingerir algo que irá prevenir ou curar uma patologia ainda sem solução é janela aberta para que os cidadãos relaxem com relação ao que verdadeiramente tem eficácia: o isolamento social e medidas sanitárias.

Ao menos fica uma certeza, de verme ninguém vai morrer.

Deixe um Comentário