Acusado, Sérgio Moro virou garantista

O ministério público federal investiga indícios de sonegação de impostos nos trabalhos de consultoria do ex-juiz Sérgio Moro. Ele pode ter recebido recursos no Brasil de empresa estrangeira, justamente a que faz a administração das construtoras condenadas por Moro, sem a devida declaração. O MPF pediu a indisponibilidade dos seus bens.

É sempre assim. O maior punitivista do mundo, quando se trata do direito dos outros, quer o respeito às liberdades individuais quando o alcançado é o próprio.

O podemos, partido hoje de Moro, além disso, pede investigação do procurador que investiga o agora presidenciável por abuso de autoridade, lei que Moro sempre se mostrou terminantemente contrário.

Deixe um Comentário