Análise: ao anunciar que é Bolsonaro no RN, Fábio Dantas demonstra que irá brigar pela segunda posição

Em convenção no fim de semana que finalizou a homologação da chapa Fábio Dantas e Rogério Marinho, Dantas disse que aceita ser o candidato de Jair Bolsonaro no RN. Não é só a resistência de ser Bolsonaro e o anúncio extemporâneo que são significativos. O fato de Fábio Dantas ter feito isto somente agora é o sinal de que brigará para ficar na segunda posição.

Antes, ele relutava em se associar ao bolsonarismo, dado o fato óbvio de que o RN é um estado de maioria lulista. Para ter chances de vencer, aderir ao presidente que tem um patamar de 60% de reprovação é inviável. A estratégia de Fábio Dantas para disputar o governo era tentar estadualizar o debate. Por isso levou falta nas vezes em que Jair Bolsonaro veio ao estado.

O que mudou? A provável entrada do senador Styvenson Valentim no pleito majoritário traz um perigo adicional. Se continuar recusando os cerca de 25% dos eleitores de Bolsonaro no RN, o ex-comunista pode terminar o pleito em terceiro lugar atrás do capitão da PM. Basta que Styvenson, hoje empatado tecnicamente com Fábio mesmo com o membro do solidariedade em campanha há meses e com todo o apoio da mídia bolsonarista, atraia esse eleitorado.

Ao dizer que ele é Bolsonaro no RN, Fábio Dantas abriu mão de vez de lutar pela vitória e demonstrou que canalizará energia para terminar apenas atrás de Fátima Bezerra, sobrepujando Styvenson. Não tem como ganhar uma eleição majoritária em que é preciso obter maioria absoluta – em um turno ou em dois – no Rio Grande do Norte, defendendo o “legado” do “Mito”.

A leitura que este blogueiro faz é límpida assim como a demonstração dada no fim de semana pelo governadorável – Dantas, que estava com futuro indefinido após participar da administração de Robinson Faria, reconstruirá sua carreira política a partir de 2022. Basta ter boa votação, formar uma base minoritária – mas sólida – e passar a liderar a oposição ao governo. Para quem estava sem perspectiva não é pouca coisa. Pelo contrário. Perdendo nessas condições, Fábio Dantas também sairá vitorioso de 2022.

Deixe um Comentário