Apesar de urgente, reforma da previdência de Natal deve ficar para depois de 2020

A Prefeitura de Natal teve de destinar R$ 142,7 milhões para cobrir o déficit financeiro da previdência municipal apenas no ano de 2017. O valor foi quase 20% maior do que o aporte realizado em 2016, quando foi necessário retirar R$ 119,4 milhões dos cofres do município para tapar o déficit. Os dados foram veiculados pela NatalPrev em 2018 na imprensa.

Com buraco crescente, é estranho que não exista praticamente nenhum debate a respeito da necessária reforma da previdência municipal, como já feita em âmbito federal e também divulgada a deflagração na seara estadual.

Como o mandato de Álvaro Dias está no fim, dificilmente ele fará a reforma próximo das eleições em que buscará renovar seu mandato.

Porém, quem ganhar em 2020 em Natal, certamente iniciará a reforma. Quem disser que não, estará mentindo.

Mesmo com as receitas em crescimento acima da inflação, conforme lei orçamentária anual aprovada pela câmara municipal de natal para 2020, a prefeitura do Natal atrasou parte dos salários referentes ao mês de novembro.

A reforma da previdência municipal torna se imperiosa.

Deixe um Comentário